Como melhorar a comunicação do condomínio usando as redes sociais

Não é novidade que a forma como interagimos mudou e que esse processo de transformação é contínuo. Usar as novas mídias para melhorar a comunicação do condomínio, mais do que uma opção, tornou-se necessidade.

Pode parecer exagero, mas uma das tendências mais marcantes da comunicação hoje é a característica multicanal. A disseminação do uso dos smartphones trouxe mudanças definitivas e as pessoas não aceitam bem limitações nas opções de interação.

Ao mesmo tempo, também existem riscos. A comunicação mais fácil pode favorecer boatos, discussões polêmicas, enfrentamentos e a potencialização de outros problemas comuns no relacionamento entre condôminos, como hostilidade com os moradores inadimplentes. Por isso, é importante refletir a respeito.

Quais recursos você tem a sua disposição?

Existem aplicativos específicos para condomínios; sistemas de mensagens (como o Whatsapp), redes sociais (como o Facebook), e, todos eles, possuem recursos adicionais (como o de criação de grupos fechados).

Existe, inclusive, a possibilidade de automatizar respostas e evitar uma sobrecarga de trabalho para o sindico que, logicamente, não pode ficar o dia inteiro respondendo mensagens.

Para isso, você precisa de alguém que saiba programar essa aplicação: o chatbot — um software que simula a conversação como se fosse um ser humano capaz de responder perguntas, disponível nas mensagens do Facebook e do Whatsapp.

Mesmo que não seja possível contar com um recurso tão avançado no momento, é importante saber que ele existe. Ele não é tão complicado como pode parecer em um primeiro momento e, com o tempo, tende a ficar cada vez mais acessível e fácil de usar.

Quais as vantagens do uso das redes para melhorar a comunicação do condomínio?

A principal vantagem de utilizar as redes é a agilidade de comunicação. De onde estiver e na hora que for mais conveniente, qualquer um pode fazer contato. Além disso, por evitar avisos em papel, os custos são menores pela diminuição da quantidade de impressões.

Os problemas são informados mais rapidamente, assim como o feedback dos moradores é agilizado. Votações e opiniões também são facilitadas, diminuindo o prazo de decisão e dividindo a responsabilidade por elas. 

E os possíveis problemas?

O primeiro ponto de resistência à utilização das redes é a possibilidade dos condôminos tenderem a exigir respostas imediatas. Além disso, o sindico pode ficar sobrecarregado se a quantidade de mensagens for exagerada.

Como falamos no início, problemas de convívio e divergências comuns na relação entre moradores vão continuar existindo e se manifestarão na comunicação. Além disso, existe a legislação condominial: algumas decisões e consultas exigem mais formalidade e comprovação documental, por isso, precisam ser tomadas da forma tradicional.

Como evitar os problemas e aproveitar as vantagens?

Considere que você pode começar devagar,. Por exemplo: criando um grupo para uma função específica — como reserva do salão de festas. Assim, você vive uma experiência prévia e qualquer problema fica mais fácil de resolver.

Outro detalhe muito importante: sem regras, a confusão é inevitável, assim como em qualquer outra atividade do condomínio — horários específicos para obras, uso dos espaços compartilhados e posse de animais, por exemplo.

Com as redes sociais não é diferente. Crie previamente as diretrizes de utilização, informando o que pode ser discutido. Se necessário, imponha limites de horários para utilização, tempo previsto de resposta e o que mais achar conveniente.

Lembre-se: o uso das redes para melhorar a comunicação do condomínio é apenas uma extensão da realidade que você já vive. As mesmas situações que precisa administrar no seu dia a dia, serão vividas no ambiente virtual.

Para otimizar a troca de informações nos mundos real e virtual, leia agora 5 Dicas para uma boa comunicação de condomínio.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo