Como resolver os problemas com acúmulo de função em condomínio?

Não é raro encontrar um administrador de condomínio que exija do zelador ou porteiro a troca de suas funções por determinado período. Ora, mas isso não deve ser grave, não é? Afinal, eles estão apenas quebrando um galho.

Na verdade, é importante tomar cuidado, pois isso configura acúmulo de função, que denomina aquela situação na qual um funcionário exerce atividades no seu trabalho que são, na verdade, responsabilidades de outros cargos.

No post de hoje, você descobrirá os principais problemas relacionados ao acúmulo de função e 3 medidas de como evitá-lo no seu condomínio. Continue com a gente!

Problemas relacionados ao acúmulo de função

O primeiro problema do acúmulo de função é a diminuição da qualidade do serviço prestado pelo seu funcionário, e é muito fácil entender o motivo disso: mais serviços exigem mais tempo e mais capacitação. Sendo assim, o colaborador pode não dar conta de cumprir todas as tarefas que lhe foram atribuídas ou mesmo não saber como fazê-las com eficiência.

O segundo problema é a irregularidade em relação às leis trabalhistas, o que além de ser um grande desrespeito com o profissional, também oferece o risco de despesas inesperadas com processos trabalhistas.

Ou seja, se você contratou um zelador para o seu condomínio na perspectiva de ter um faz-tudo na sua equipe, se prepare para lidar com um serviço de qualidade inferior ou com a possibilidade de um processo judicial.

Medidas para evitar inconvenientes

Você não gostaria de passar por nenhuma dessas dores de cabeça, não é? Então, preste atenção nas 3 dicas a seguir e evite esse tipo de problema.

1. Contrate os profissionais adequados

Todo contrato de trabalho deve ser claro em relação às exigências que são feitas ao funcionário contratado. Entenda que um profissional aceita o cargo oferecido tendo em mente um conjunto específico de atribuições, justamente porque ele se sente preparado ou confortável para cumpri-las.

Sendo assim, no momento da contratação, deixe claro para os candidatos à vaga quais serão as atribuições e exija que eles comprovem suas experiência com os afazeres que farão parte da rotina.

2. Oriente os seus funcionários

Às vezes também acontece de um funcionário muito proativo tomar para si responsabilidades que não são suas. Isso costuma começar com um serviço aqui, uma ajuda ali, e acaba se transformando em rotina,  até chegar o momento em que tanto ele quanto você acharão que é obrigação dele fazer tudo isso.

Isso pode parecer positivo num primeiro momento, mas, com o tempo, é provável que ele se sinta sobrecarregado e desconfortável com a sua rotina de trabalho, o que pode levar aos problemas que citamos anteriormente.

Sendo assim, deixe bem claro para a sua equipe quais são as obrigações de cada um e oriente-os a não fazer outras atividades que não estejam relacionadas às suas tarefas sem avisá-lo.

3. Conte com uma prestadora de serviços

Outra forma de evitar os problemas relacionados ao acúmulo de funções é contratando empresas terceirizadas para realizar os serviços dentro do seu condomínio ou mesmo administrá-lo. Desse modo, você terá profissionais preparados e acostumados a lidar com problemas como esse, que podem passar despercebidos por você.

Vale lembrar que, dependendo do caso, pode ser que você chegue à conclusão que vale mais a pena permitir que um funcionário acumule tarefas do que contratar outros. Sendo assim, você deve lembrar de incorporar um adicional de 20% ao seu salário. Ou seja, o acúmulo de funções em si não é proibido, o grande problema é não remunerar corretamente o colaborador que as acumula ou em sobrecarregá-lo.

Esperamos que o post de hoje tenha ajudado você a entender melhor a gravidade dos problemas que o acúmulo de função pode trazer para a administração do seu condomínio. Como apontamos, a terceirização é uma boa forma de evitar que isso aconteça. Confira esse outro post e entenda que outras vantagens ela oferece.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo