Qual é a diferença entre recrutamento e seleção? Descubra aqui!

Para aqueles que não atuam diretamente na área de Recursos Humanos e Departamento Pessoal, é bastante comum ter dificuldades para compreender a diferença entre recrutamento e seleção.

A contratação de profissionais envolve diversas etapas de um processo seletivo, seguidas à risca por recrutadores para garantir a aquisição de uma mão de obra capacitada e adequada às necessidades da empresa.

Neste post, vamos mostrar a diferença entre recrutamento e seleção, como funciona cada processo, as vantagens e desvantagens, além das características que colaboram para a vantagem competitiva no mercado.

O que é recrutamento?

Quando surge a necessidade de aumentar o quadro ou substituir profissionais, a equipe do RH entra em ação para contratar os perfis adequados, iniciando o processo seletivo que engloba as fases de recrutamento e seleção.

O recrutamento é o primeiro passo, ou seja, o momento de divulgar as vagas e atrair os candidatos interessados. A propagação pode acontecer em diversos canais — anúncios em jornais, plataformas especializadas, redes sociais, caçadores de talentos, entre outros.

O objetivo é atrair o maior número de currículos para ampliar as chances de encontrar os perfis mais adequados às vagas disponíveis. Antes de falar sobre o segundo passo, vamos entender os três tipos mais utilizados de recrutamento.

Recrutamento Interno

A ideia do recrutamento interno é proporcionar aos colaboradores que já trabalham na empresa a oportunidade de crescimento.

Esse tipo de recrutamento acontece quando alguém é promovido ou se desliga do empreendimento e a decisão da gestão é de aproveitamento dos profissionais internos. Alguns fatores positivos nessa modalidade favorecem e estimulam sua adoção:

  • redução dos custos com processo seletivo;
  • diminuição do risco de não adaptação dos recém-contratados;
  • motivação dos profissionais que buscam melhorias dentro do negócio;
  • reconhecimento de competências internas.

Recrutamento Externo

Algumas empresas buscam profissionais no mercado para renovar o quadro de funcionários, por ter dificuldade de encontrar gente qualificada internamente ou ainda como uma estratégia para gerar competitividade em uma equipe desengajada.

Mesmo correndo o risco de desmotivar os profissionais já contratados, o recrutamento externo gera vantagens como:

  • novas ideias trazidas do mercado;
  • profissionais motivados e sem vícios;
  • métodos novos de trabalho.

Recrutamento Misto

Como o próprio nome diz, o recrutamento misto é quando os profissionais da empresa terão a oportunidade de participar do processo seletivo e competir com candidatos selecionados no mercado por meio das ações de recrutamento.

A maior vantagem é que se trata de um processo justo e equilibrado, uma vez que o empreendimento pode promover um profissional interno e, ao mesmo tempo, encontrar um substituto para ele.

Além da motivação, muitos talentos são descobertos em um recrutamento misto, afinal nem sempre o negócio consegue acompanhar o desempenho dos funcionários e acaba descobrindo habilidades durante os testes do processo.

O que é seleção e como funciona?

Depois que os profissionais são atraídos e se candidatam às vagas em aberto, é o momento de fazer a triagem de acordo com o perfil que se procura e definir aqueles participarão do processo.

A isso chamamos de seleção, ou seja, uma análise criteriosa das competências e habilidades que definem se o candidato está apto a participar das próximas etapas, que consistem em entrevista, prova ou testes de conhecimento específico, avaliação psicológica, exame médico e contratação.

Uma das vantagens da seleção é que é possível aplicar diversos métodos de avaliação, inclusive envolvendo os gestores das áreas para observar detalhadamente cada candidato e minimizar os erros de contratação.

Durante esse processo, é possível identificar algumas características da personalidade e do comportamento, como capacidade analítica, aptidão para trabalhar sob pressão, senso coletivo, foco em resultados, entre outros.

A diferença entre recrutamento e seleção é também o motivo de ambos os processos serem tão eficientes trabalhando juntos, permitindo que o negócio tenha condições de contratar os melhores profissionais.

Se você gostou deste post, que tal deixar um comentário com sua opinião sobre os processos de recrutamento e seleção e como acontecem em sua empresa?

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo