Férias de funcionários: como administrar essa situação?

muher-de-ferias

As férias são o momento do ano mais esperado pelo colaborador. É quando eles poderão descansar, curtir suas famílias e se dedicar a projetos pessoais. Porém, para os empregadores, a gestão das férias de funcionários nem sempre é simples.

Sendo assim, hoje vamos apresentar os direitos dos funcionários no que diz respeito a férias. E também, folgas e feriados, para dar algumas dicas sobre como planejar a sua gestão para atender às leis trabalhistas. Tudo isso, mantendo a qualidade do serviço da sua empresa. Confira!

O que as leis trabalhistas determinam?

As férias são um período de 30 dias remunerados, consecutivos ou não, de ausência do trabalho e constituem um direito irrenunciável do funcionário. Ou seja, ele não pode abrir mão das suas férias — no máximo, vender 20 dias e folgar os outros 10.

Esse direito é adquirido após 12 meses de trabalho. Assim, a cada mês, o funcionário acumula 1/12 do valor da sua remuneração do mês de férias. E isso deve ser pago em caso de demissão na rescisão contratual, exceto por justa causa.

As férias individuais podem ser usufruídas em até dois períodos, de modo que cada um dure no mínimo 10 dias e os dois juntos somem 30 dias. Entretanto, o início desses períodos não podem coincidir com sábados, domingos ou feriados e o pagamento deve ser feito em até dois dias antes do funcionário sair de férias.

Como administrar as férias de funcionários?

As férias e folgas podem dificultar a gestão de recursos humanos da sua empresa. Por isso, a concessão desses direitos deve ser muito bem planejada. Veja nossas dicas!

Verifique os períodos de maior necessidade de pessoal

É importante evitar sobrecargas de funcionários. Assim, você deve ter em mente quais são os períodos e funções de maior necessidade na sua empresa. Depois, compare com quantos funcionários são necessários para dar conta dessas funções.

Esses dados vão apontar para os meses do ano mais seguros para conceder as férias e também para a eventual necessidade de aumentar o quadro de funcionários ou mesmo buscar contratações temporárias para evitar problemas com acúmulo de função.

Estabeleça prioridades na demanda interna

Uma vez que alguns meses são mais desejados que outros, é muito provável que você tenha diversos pedidos de férias para as mesmas épocas do ano. Isso pode gerar muita ansiedade entre os funcionários. Ou seja, no caso de colaboradores com filhos, por exemplo, que tenderão a optar pelos meses das férias escolares.

Para evitar que isso aconteça, estabeleça critérios justos para determinar as prioridades nos pedidos de férias, lembrando-se sempre de alternar essas prioridades ao longo dos anos para que ninguém se sinta prejudicado. Portanto, sempre considere, é claro, quais são os serviços essenciais que não podem ficar desassistidos.

Defina a política de férias de funcionários

Sabendo de tudo isso, planeje e divulgue para os funcionários, já na contratação, a política de férias da empresa. Nesse sentido, devem ser apresentados os meses nos quais não é possível tirar férias, o modo como elas serão concedidas — se inteiras ou fracionadas — e os sistemas que vão gerir as prioridades nos pedidos de férias.

Como a terceirização pode ajudar?

Uma alternativa para garantir a manutenção da sua operação com a mesma qualidade é optar pela terceirização dos serviços. Nesse caso, a empresa contratada tratará de preencher o quadro de funcionários sempre que algum deles precisar sair de férias, resolvendo assim os problemas de gestão de pessoal que citamos anteriormente.

Seguindo essas dicas, você estará muito mais preparado para administrar folgas e férias de funcionários. Porém, sem comprometer a qualidade do serviço prestado pela sua empresa. Nesse caso, a terceirização dos serviços, dá a vantagem de arcar com menores encargos e custos com salários e outros benefícios.

Tem interesse em aprender mais sobre esse e outros assuntos relacionados? Então, leia aqui mais sobre gestão de serviços em condomínios, faculdades, shoppings e outras facilities. Siga-nos no Facebook e fique atento aos próximos posts!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo