Absenteísmo no trabalho: o que é e como evitar nas empresas?

A maioria das empresas conta com um quadro enxuto de funcionários em cada equipe, que são distribuídos nas funções conforme as qualificações e as demandas.

Uma ausência não programada pode gerar um grande transtorno e afetar o desempenho e a produtividade, assim como a motivação dos colegas que precisam trabalhar dobrado para cobrir a falta — essa é a consequência do absenteísmo no trabalho.

Neste post, vamos ajudar a refletir sobre as causas do absenteísmo no trabalho e mostrar como evitar essas ocorrências para reduzir os impactos provocados pelas ausências imprevistas.

O que é absenteísmo?

Esse é um termo utilizado para conceituar o volume excessivo de ausências ou atrasos prolongados no trabalho, os quais prejudicam o andamento das atividades e a produtividade em âmbito geral.

Normalmente, essas ausências — justificadas ou não — pegam os gestores de surpresa, causando transtornos na execução das tarefas pela dificuldade de substituição imediata, acarretando perda das horas de trabalho correspondentes à falta.

Quais são as principais causas desse comportamento?

O comportamento dos funcionários que se ausentam sem uma programação prévia está vinculado a sentimentos nutridos no ambiente de trabalho. Muitas ocorrências de absenteísmo têm origem em situações que o próprio negócio costuma provocar.

Ausência de feedback

Muitos gestores pecam em não acompanhar o trabalho dos funcionários e fornecer feedbacks sobre o desempenho. Isso faz com que muitos sintam um abandono por parte da empresa, perdendo a motivação e, consequentemente, o comprometimento com o horário e a assiduidade no trabalho.

Clima organizacional

Uma equipe integrada tende a desenvolver as atividades com um máximo de dedicação e empatia. O bom relacionamento faz com que muitos profissionais tenham total motivação para ir ao trabalho todos os dias.

Quando o clima organizacional não funciona corretamente, a tendência é que o coleguismo e o desejo de trabalho em equipe sejam inexistentes, comprometendo gravemente a frequência e os resultados do negócio.

Comunicação deficiente

A comunicação é o ponto de ligação entre o empreendimento e os funcionários. Por isso, deve circular adequadamente para que todos tenham acesso às mesmas informações, considerando, claro, o que deve ser de conhecimento geral.

O que acontece em muitas empresas é que as informações não chegam a todos ou, quando chegam, estão distorcidas ou incompletas, dando vasão à famosa “rádio peão” e a diversas interpretações equivocadas — um ingrediente e tanto para aquele grupo de funcionários com predisposição a se ausentar por qualquer motivo.

Como a empresa pode reduzir o absenteísmo no trabalho?

É possível reduzir o absenteísmo com algumas ações específicas que contemplem os funcionários e sejam motivo para que todos se sintam felizes cumprindo a carga horária. Vejamos algumas delas!

Oferecer um bom plano de carreira

Quem tem um plano de carreira sabe que o compromisso e a pontualidade são fatores importantes para o acesso às oportunidades de crescimento. Para despertar nos funcionários o desejo de melhoria interna e a frequência no trabalho, elabore um plano que seja vislumbrado por todos como oportunidade de médio e longo prazo.

Estabelecer políticas de reconhecimento

Nem todos os profissionais estão em busca apenas de salário e emprego, mas de uma satisfação profissional em ser reconhecido pelo bom desempenho, capacidade produtiva e assiduidade.

Crie políticas de reconhecimento que faça com que os colaboradores estejam sempre dispostos a vestir a camisa do negócio. Benefícios como folga no dia do aniversário, viagens, premiações etc. são ações bastante atrativas.

Realizar treinamentos

O treinamento mostra o interesse em capacitar e desenvolver as habilidades dos colaboradores, que, por sua vez, se sentem valorizados e dispostos a aplicar tudo o que aprenderam. Esse é um processo cíclico que, quando aliado a ações de reconhecimento e desenvolvimento de carreira, fará com que os profissionais se dediquem e evitem faltar e comprometer a produtividade.

É muito importante que não apenas os supervisores e gestores sejam responsabilizados pelas causas do absenteísmo no trabalho. Também os empreendedores devem ter a ciência de que toda conduta empresarial — positiva ou negativa — nasce de cima para baixo. Logo, eles são os principais responsáveis por manter os funcionários engajados!

Gostou deste post? Quer saber mais sobre gestão e serviços? Então, siga a gente nas redes sociais: estamos no Facebook com muitas dicas para melhorar o desempenho de seu negócio!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo