Entenda a real importância do plano de gestão de resíduos para shoppings

O plano de gestão de resíduos é um modelo de gerenciamento que impõe a toda equipe da sua empresa, incluindo todos os funcionários e profissionais, tratar e destinar todos os resíduos produzidos de forma correta e seletiva. 

O desenvolvimento desse plano serve de mapa para que a sua empresa seja direcionada e aprenda a realizar o descarte de forma correta. Vale ressaltar também que a realização desse projeto é imprescindível nos shoppings, visto que são áreas que devem ser utilizadas como exemplo para todo o corpo social.

Dessa forma, neste post falaremos de inúmeros outros fatores sobre como realizar esse plano de gestão de resíduos. Por isso, continue a leitura e confira!

Quais os passos para realizar o plano de gestão de resíduos?

Inúmeras são as formas de se realizar o gerenciamento dos resíduos nos shoppings. Os resíduos podem ser destinados a uma indústria de compostagem, um biodigestor ou alguma outra fonte de reciclagem.

Listaremos a seguir os principais direcionamentos que devem ser seguidos.

Segregação

Essa parte serve para separar de forma correta todos os resíduos presentes no shopping, que devem ser classificados de acordo com a sua forma e composição. Esse processo é realizado também com intuito de evitar a mistura de diversos resíduos que não são compatíveis, visto que o agrupamento de alguns pode gerar inúmeros empecilhos, como explosões e a geração de gases tóxicos e/ou inflamáveis.

Acondicionamento

Essa parte é justamente a correta destinação dos resíduos, sendo de suma importância que os shoppings possuam lixeiras destinadas a cada tipo de resíduo. A exemplo: metais, orgânicos, vidro, plástico. Desse modo, facilitará a coleta sanitariamente adequada.

Armazenagem

É o processo de estocagem dos resíduos, que já foram separados de acordo com a sua característica, nos locais adequados e direcionados para esse fim. Logo, esses departamentos de resíduos devem ser moldados em quatro repartições: resíduos orgânicos, materiais recicláveis, rejeitos de construções e resíduos tóxicos.

Coleta e transporte

Agrupar os resíduos na hora da coleta, transportando-os de forma biologicamente e quimicamente correta, é imprescindível. A seguir, eles devem ser colocados em coletores adequados e sempre direcionados em caminhos seguros até o seu destino final.

Tratamento

Diante da era tecnológica e capitalista, muitos resíduos são submetidos a elevadas cargas de substâncias tóxicas, seja para a manutenção do produto, seja para o seu rápido descarte, gerando a famosa obsolescência programada. Diante disso, é imprescindível que, antes de realizar o descarte, haja operações de tratamento nos resíduos. Assim, eles poderão ser reutilizados ou reciclados.

Disposição final

Essa é a etapa final do processo, visto que é onde se estabelece a disposição final de acordo com a natureza química e biológica dos resíduos. Eles podem ser destinados a usinas de compostagem, aterro controlado ou incineração  que é o menos recomendável, visto que gera inúmeros gases poluentes.

Além do descarte, é fundamental que se realize a reciclagem e a reutilização de resíduos, pois são vias mais ecologicamente sustentáveis.

Quais os tipos de resíduos existentes?

Existem inúmeros tipos de resíduos. Assim, citaremos a seguir os que estão em maior quantidade no meio ambiente:

  • resíduos de limpeza urbana;
  • resíduos industriais;
  • resíduos de serviços de saúde;
  • resíduos de construção civil;
  • resíduos de serviços de transportes.

Agora que você já sabe qual a importância do plano de gestão de resíduos para shoppings, que tal continuar aprendendo sobre o assunto? Confira também nosso post que trata sobre as melhores práticas na limpeza de shopping center!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo