Quais são os 3 principais desafios de um gestor de facilities?

quais-sao-os-3-principais-desafios-de-um-gestor-de-facilities.jpeg

O perfil profissional de um gestor de facilities abrange várias disciplinas, pois precisa garantir a funcionalidade do ambiente de negócios, integrando pessoas, processos e tecnologias.

Considerando o grande escopo, a gestão de facilities pode ser uma tarefa difícil. Muitas vezes, quando tudo está correndo como deve, ninguém percebe o que está acontecendo nos bastidores. 

Neste artigo, você entenderá o que é gestão de facilities e quais são os principais desafios dessa função. Vamos lá?

A definição de gestão de facilities

A gestão de facilities consiste na integração e mapeamento de processos dentro de uma organização para manter e desenvolver as suas atividades primárias. Ou seja, o gestor de facilities é responsável por assegurar que tudo funcione harmoniosamente, garantindo que a empresa trabalhe com eficiência e eficácia.

Geralmente, o profissional precisa ter competências em diversas áreas como negócios, finanças, gerenciamento de projetos e tecnologia. A comunicação, particularmente a comunicação em rede, também é um componente-chave.

Portanto, a gestão de facilities é um assunto em alta em empresas que buscam maior produtividade e competitividade no mercado.

Os principais desafios do gestor de facilities

Garantir a conformidade exige uma gama de funções do gestor de facilities, desde o acesso para pessoas com deficiências e o manuseio de materiais perigosos, até a manutenção de condições seguras para evitar acidentes de trabalho. No entanto, alguns dos desafios mais comuns são os que você verá a seguir.

1. Cumprir indicadores rígidos de qualidade

Um dos principais fatores da gestão de facilities é a medição dos resultados. Com a evolução da tecnologia das últimas décadas, as empresas passaram a medir inúmeras métricas.

No entanto, isso não garante necessariamente o alcance de objetivos e, em determinados casos, pode até desviar o foco dos indicadores de qualidade.

Por isso, é fundamental entender que os indicadores escolhidos conduzirão as equipes da organização. Métricas financeiras, de satisfação do cliente e funcionários, são muito importantes, porém, os indicadores de qualidade são imprescindíveis para todos os tipos de empresas. Afinal, aquelas que não atendem à qualidade de produtos ou serviços não têm chance de permanecer no mercado.

2. Reduzir os custos

Muitas vezes, os gestores recorrem a itens de grande valor para cortar gastos. Eles não querem ter grandes custos e decidem retirar algumas despesas, como sua equipe. Diminuir os salários e demitir de fato pode reduzir os custos. Entretanto, eles também podem reduzir a moral da empresa e a ética de trabalho.

Reduzir custos é uma das muitas maneiras de melhorar a eficiência com que uma empresa opera. O gestor precisa dedicar um tempo para descobrir maneiras de economizar. Ao mudar antigas técnicas e implementar novas estratégias, ele não apenas perceberá potenciais economias no curto prazo, mas lucros progressivos no longo prazo.

3. Gerenciar os contratos

Os contratos resumem todas as características das principais estratégias e relações de negócios. Geralmente, as partes gastam recursos e tempo consideráveis para redigir suas cláusulas, para que atendam seus interesses.

A gestão de contratos auxilia no gerenciamento de obrigações de maneira efetiva. Isso economiza tempo e esforços significativos das duas partes e fornece benefícios em termos de estratégias e procedimentos de negócios.

Quando o contrato é finalizado e os serviços são adquiridos, muitas partes deixam de monitorar e supervisionar adequadamente a implementação desses acordos.

O não cumprimento dessas obrigações pode resultar em prejuízos, multas e quebra de relacionamentos.

A importância de fazer uma gestão de facilities eficaz

O objetivo final de qualquer negócio é cortar custos, melhorar a produtividade da equipe e aumentar o ROI. Um processo eficaz de gestão de facilities é vital para uma organização.

Ele abrange quase todos os aspectos de negócios, e ainda, o seu papel no planejamento estratégico ajuda a empresa a atingir seus objetivos.

Diante de tantos desafios, o trabalho de um gestor de facilities é frequentemente terceirizado para uma empresa externa, em que o negócio pode se beneficiar da especialização do fornecedor, economia de volume e processos de gerenciamento simplificados.

E você, já conhecia os principais desafios do gestor de facilities? Ficou interessado em terceirizar essa tarefa? Entre em contato com a gente e fale com nossa equipe!

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo