Como evitar e reduzir as chances de acidentes de trabalho?

como-evitar-e-reduzir-as-chances-de-acidentes-de-trabalho.jpeg

Os dados do Brasil sobre acidentes de trabalho são alarmantes. De acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), somos o quarto país com o maior número de ocorrências e, segundo o Ministério Público do Trabalho (MPT), a cada três horas e meia, entre 2012 e 2017, um brasileiro morreu em decorrência de acidente de trabalho.

Mesmo que o país tenha reduzido bastante o número de acidentes na última na década, ainda temos um longo caminho pela frente. É por isso que, neste post, decidimos falar um pouco sobre o assunto, explicando a importância de evitar os acidentes de trabalho e como fazê-lo. Confira!

Por que evitar acidentes de trabalho?

À primeira vista, pode até parecer que os esforços envolvidos na redução dos acidentes de trabalho trazem benefícios apenas para os funcionários. No entanto, esse é um problema que afeta diretamente a eficiência dos processos em uma empresa.

Afinal, um funcionário lesionado entregará resultados inferiores e poderá necessitar de um período afastado do trabalho para se recuperar, desfalcando a sua equipe. Além disso, em muitos casos, acidentes de trabalho são passíveis de indenizações. Desse modo, as ações que visam a redução de acidentes de trabalho podem parecer um grande investimento no início, mas resultam numa economia ainda maior.

Sem contar que proporciona um ambiente de trabalho mais seguro, saudável e confortável, o que reflete diretamente no relacionamento da empresa com os seus colaboradores.

Como reduzir as chances de um acidente de trabalho?

São quatro os passos essenciais para evitar acidentes de trabalho na sua empresa. Veja só!

Faça um levantamento dos riscos

O primeiro passo para reduzir os acidentes de trabalho na sua empresa é conhecer os riscos nos quais os seus processos colocam os funcionários. Para tanto, de acordo com as Normas Regulamentadoras 4 e 17 (NR 4 e NR 17) é fundamental realizar uma Análise Preliminar de Risco e uma Análise Ergonômica do Trabalho, de modo que você, como gerente de facilities, descubra o que precisa ser alterado.

Reformule o ambiente de trabalho

Tendo em vista os diagnósticos de ergonomia e risco na sua empresa, as primeiras alterações que devem ser feitas são no ambiente de trabalho. Isso porque medidas coletivas de prevenção são mais baratas e mais eficazes do que medidas individuais.

Então, invista na sinalização, no correto armazenamento de produtos químicos, na aderência do piso, etc. Detalhes como esses fazem muita diferença.

Invista em EPIs

Como nem tudo pode ser resolvido com Equipamentos de Proteção Coletiva (EPCs), os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) se fazem necessários em alguns processos. É o caso, por exemplo, da limpeza de fachadas em condomínios.

É importante ressaltar que os EPIs exigem todo um sistema de gestão, uma vez que devem ser adquiridos, distribuídos entre os funcionários e o seu uso e validade precisa ser conferido com frequência.

Conscientize os funcionários

Em alguns casos as medidas de segurança, tanto coletivas quanto individuais, podem parecer exageradas. No entanto, é muito importante que você tenha em mente que elas foram criadas por especialistas e possuem impacto comprovado na redução dos acidentes de trabalho.

Essa mesma certeza deve ser compartilhada pelos funcionários. Muitas vezes o uso de um EPI, por exemplo, pode parecer desconfortável, mas é fundamental que eles entendam a sua importância e o utilizem corretamente.

Perceba que a diminuição de riscos de acidentes de trabalho é um processo global, que envolve mudanças desde o ambiente aos protocolos de execução das tarefas. No caso de funcionários terceirizados, boa parte desse processo já estará pronto, uma vez que as empresas terceirizadoras já treinam as suas equipes nesse sentido e oferecem os EPIs necessários.

Entre em contato conosco e descubra como a Solution Services pode ajudar a sua empresa a reduzir as chances de um acidente de trabalho por meio da terceirização de alguns dos seus processos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo