Veja 4 melhores dicas para fazer gestão de facilities na prática

A gestão de facilities consiste em realizar o gerenciamento das práticas interdisciplinares que são primordiais para o funcionamento da organização. Ou seja, está associada a todas as atividades e ocupações que funcionam como apoio à manutenção da instituição e para a funcionalidade da edificação.

Nesse sentido, é importante destacar que limpeza, segurança, recepção, reparos em equipamentos e nas instalações, alimentação, suporte e jardinagem são alguns dos importantes exemplos dessas práticas.

Desse modo, a gestão de facilities é um método bastante desafiador e que necessita de muito esforço para que as demandas sejam atendidas e as adversidades sejam evitadas, garantindo, ainda, a qualidade dos processos com o menor custo possível. Sendo assim, continue a leitura e veja as 4 melhores dicas para fazer gestão de facilities!

1. Mapeie os custos

O primeiro procedimento que deve ser realizado é o mapeamento de todos os custos de processos e atividades secundárias da organização. Desse modo, insira, no mapeamento, todos os serviços, como manutenção, limpeza, transporte e segurança.

Em seguida, avalie quais setores apresentam maiores gastos, como atrasos e desperdícios, e necessitam de atuação urgente. Avaliar o local em que existem mais reclamações e um elevado nível de insatisfação, seja de funcionários, seja de clientes, também pode ajudar nesse processo.

Nesse sentido, saber exatamente o que ajustar ficará muito mais simples para conseguir bons retornos financeiros para a empresa.

2. Use novas tecnologias

Atividades repetitivas gastam dinheiro, tempo e energia em uma gestão de facilities. Tendo isso em vista, é fundamental investir em modernização em todos os processos, na segurança ou na limpeza.

Hoje em dia, existem vários sistemas para gerenciar todos os dados em um só lugar e para ajudar na comunicação entre os colaboradores. Desse modo, com um bom sistema, as ações de rastrear, medir e comandar equipamentos se transformam em tarefas mais simples, e é possível que sejam realizadas em tempo hábil, permitindo que o operador utilize seu smartphone para gerenciar as atividades.

3. Ofereça treinamentos

É importante destacar que métodos de educação corporativa são essenciais para continuar com a qualidade do trabalho na instituição. Com capacitação, o time fica mais ágil para efetuar estratégias para solucionar os contratempos. Consequentemente, ocorrem menos erros, o que diminui o retrabalho e o desperdício.

Os treinamentos também proporcionam a oportunidade de renovação de conhecimento e atualização, para que a equipe possa acompanhar as transformações e inovações do mercado. Eles também fazem com que o trabalhador tenha mais autonomia e seja mais capaz de enfrentar as adversidades do cotidiano.

Além do mais, esses métodos são importantes para a elevação da motivação dos colaboradores, que se sentem valorizados pela instituição.

4. Integre equipes

Os processos funcionam melhor na organização quando os funcionários estão conectados e integrados. Isso é fundamental para todos os especialistas, principalmente para quem está ligado à gestão de facilities ou é terceirizado.

Desse modo, promova um local baseado na cooperação e desenvolva uma recepção para novos profissionais. Esforce-se para que os funcionários tenham uma boa relação e para que possam acreditar e confiar nos colegas. Crie um clima positivo, para que exista abertura à conversa e para o compartilhamento de conhecimento.

Portanto, com a utilização dessas dicas, é possível efetuar uma boa gestão de facilities e certificar-se de que a empresa trabalha com precisão e velocidade. Desenvolver uma cultura de aperfeiçoamento diário e investir em corporações especializadas e em uma boa consultoria é uma excelente opção.

Nosso artigo foi esclarecedor e útil? Novas dúvidas surgiram e você gostaria de ter mais informações a respeito? Então, confira o nosso post com 3 dicas de como organizar o setor de TI de sua empresa

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo