Governança corporativa: entenda o que é e como colocar em prática

governanca corporativa

A governança corporativa é o sistema pelo qual as empresas são direcionadas e controladas. Ou seja, o objetivo é potencializar uma gestão eficaz, empreendedora e prudente. Também, que proporcione o sucesso a longo prazo de uma organização.

Em essência, ela assegura que as empresas tenham processos e controles de tomada de decisões apropriadas, de modo que os interesses de todas as partes interessadas — como acionistas, funcionários, fornecedores, clientes e a comunidade, por exemplo — sejam equilibradas.

Diante disso, preparamos este material com algumas vantagens de manter uma boa governança e como colocá-la em prática. Ficou interessado? Então, continue com a leitura.

As vantagens da governança corporativa

A implementação de uma robusta estrutura de governança corporativa ajudará na prevenção de futuras irregularidades corporativas e proporcionará conforto tanto aos acionistas quanto a um grupo mais amplo de partes interessadas. Dessa forma, os pontos a seguir destacam as vantagens que ela pode gerar para empresas.

Melhora a imagem da empresa

Os empreendimentos que estão cientes do papel que desempenham na sociedade procuram se comportar de maneira exemplar, fornecendo informações de negócios claras e precisas às partes interessadas. Por isso, é um modo de trazer benefícios para a imagem da empresa, tornando-as capazes de desenvolver relacionamentos mais fortes e duradouros com o público.

Os benefícios que podem ser colhidos são numerosos e variados, e vão desde condições de crédito favoráveis até o aumento dos negócios.

Minimiza riscos

As empresas comprometidas com a implementação e manutenção de boas práticas de governança provavelmente descobrirão que certos riscos são drasticamente minimizados.

Isso ocorre porque as fortes práticas de governança aumentam os níveis de transparência, confiança e integridade da organização. Tudo isso cria um ambiente propício à redução de custos, riscos e oportunidades de corrupção. E também qualquer outra característica de uma má administração.

Aumenta a sustentabilidade do negócio

A boa governança permite identificar e resolver rapidamente quaisquer questões sistêmicas, reduzindo a probabilidade de dispendiosas crises e escândalos corporativos. 

Naturalmente, podem surgir questões que uma organização não consegue antecipar, mas com um sistema de governança implementado voltado para o gerenciamento de tais eventualidades, uma empresa pode responder rapidamente de modo a salvaguardar sua reputação e futuro.

A governança corporativa na prática

A governança corporativa existe para ajudar as empresas a ter uma estrutura de regras e procedimentos que se estendem a todos, desde diretores e gerentes seniores a acionistas e clientes. Portanto, veja a seguir algumas práticas que podem ajudar nesse objetivo.

Construa uma diretoria forte

A sua diretoria deve ser composta por pessoas experientes e apaixonadas, que tenham o tempo e a energia para cumprir o seu papel. Ok, sua empresa se esforça para atrair e reter talentos em diferentes níveis de hierarquia, Mas, você também deve trabalhar para criar uma administração competente e decisiva.

Exponha-os a um programa de treinamento que possa prepará-los para mergulhar em seu setor e com o cenário competitivo. Eduque-os continuamente e mantenha-os envolvidos para maximizar o valor da perspectiva única de cada diretor.

Promova a lealdade

A lealdade de uma empresa deve ser, acima de tudo, aos seus acionistas. Os diretores devem, portanto, defender os interesses dos acionistas e manter os mais altos padrões éticos.

O segredo está na colaboração e num diálogo aberto. Algumas empresas incentivam os membros do conselho a ter contato direto com os acionistas. Ou mesmo designar diretores selecionados para entrar em contato com eles em questões importantes.

Como os diretores são encarregados de tomar as decisões mais críticas da empresa, o contato com os acionistas é importante. Isso garante que essas decisões tenham o resultado desejado.

Agilize processos

É vital que as empresas tenham um sistema para definir, executar e avaliar as atividades da diretoria, incluindo tarefas como mapear estratégias de curto e longo prazo, eleger um CEO e avaliar oportunidades e riscos. Portanto, isso envolve perguntar rotineiramente se alguém está atingindo os objetivos e o que se propõe a fazer.

A governança corporativa não é uma solução única para todos, uma vez que cada empresa tem suas próprias particularidades. No entanto, independentemente do ramo de atuação, lembre-se dessas práticas recomendadas. Busque ficar mais bem preparado para executar os planos de longo prazo do seu negócio.

E então, gostou das dicas de como colocar em prática a governança corporativa? Ficou com alguma dúvida? Deixe sua mensagem nos comentários!

Tags

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo