Perfil ideal: quais as qualidades essenciais de um porteiro em São Paulo?

Saber escolher o melhor perfil do porteiro é uma tarefa essencial em qualquer condomínio. Atualmente, a tecnologia tem transformado bastante a portaria, mas a figura do profissional continua fundamental, trabalhando junto com a tecnologia para trazer o melhor dos dois.

Além do mais, o porteiro é responsável por contribuir com a rotina dos condomínios, por exemplo, receber correspondências e controlar quem entra e sai do ambiente. Contudo, existem diversas tarefas que o profissional pode realizar.

Sendo assim, é primordial ter um porteiro qualificado no condomínio, principalmente quando se trata de prédios comerciais, que recebem pessoas importantes o dia todo e precisam de máxima segurança em seu local de trabalho.

Continue a leitura e saiba quais são as qualidades essenciais de um porteiro em São Paulo!

Atenção

Visto que qualquer erro pode contribuir para a invasão do prédio colocando em perigo a segurança dos moradores ou profissionais, o porteiro durante o seu expediente deve estar sempre atento para identificar qualquer possível anormalidade que ocorra na portaria ou nas redondezas, reportando o fato aos responsáveis ao à segurança qualificada.

Responsabilidade

A segurança de um edifício exige muito comprometimento do porteiro. Logo, o colaborador deve se ausentar o mínimo possível da portaria evitando, assim, efetuar serviços como carregar encomendas para moradores, manobrar veículos ou outros pequenos trabalhos para condôminos que o façam sair da portaria.

Além do mais, essas ações poderão vir a se caracterizar como desvio de função em um possível processo trabalhista. Além do fato que ajudar na realização desses favores, mesmo que rápidos, toma tempo do funcionário e deixa o local inseguro.

Discrição

O porteiro é quem fica de olho em quem entra e em quem sai do prédio. Portanto, é normal que ele conheça a rotina dos moradores ou dos funcionários do local, conhecendo os horários que as pessoas saem para trabalhar e que voltam para casa, por exemplo.

Assim sendo, o funcionário deverá agir de maneira profissional e se esquivar de falar com outras pessoas detalhes da vida pessoal de quem frequenta o prédio, evitando constrangimento e situações prejudiciais.

Autocontrole

É necessário que o perfil do porteiro seja calmo, conseguindo se controlar em situações complicadas, não perdendo a razão com facilidade. Na profissão, os momentos de tensão são recorrentes e é por isso que esse tipo de colaborador deve ser uma pessoa bem equilibrada emocionalmente e focada.

Nesse sentido, é preciso destacar que a cidade a cidade de São Paulo é muito agitada e, várias vezes, ocorrem situações conflitantes que podem afetar a tranquilidade do serviço, por isso o porteiro precisa manter sempre o autocontrole.

Além do mais, um sistema de tecnologia é importante para garantir que o porteiro consiga focar nas qualificações mencionadas de maneira mais efetiva.

Como foi possível perceber, a função do porteiro é essencial para o bom andamento do dia a dia do prédio. Saber escolher bem o perfil do porteiro junto com um bom sistema de tecnologia fará toda diferença em obter excelentes resultados.

Gostou do nosso post? Então, confira também nosso post sobre os documentos para contratação de funcionários e terceirização!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo